“Não sei por onde começar!”

Você já olhou para os ambientes da sua casa, uma, duas, várias vezes, e repetiu essa frase “Não sei por onde começar!”? Já faz algum tempo que você sente vontade de ter uma casa em harmonia com sua fase de vida e com sua família, mas algo te deixa paralisado, paralisada? Uma certa angústia toma conta de você toda vez que encara sua casa e suas coisas? Você passa mais tempo fora de casa, só para não ter que olhar para o que precisa ser feito?

“O Momento” que você está muito perto de jogar a toalha e declarar que alguma coisa precisa ser feita!

Ótimo! Sim, ótimo! Calma, não me entenda mal. Entendo o “Não sei”, a “Paralisia”, a “Angústia”, “a “a Fuga”, como “O Momento” que você está muito perto de jogar a toalha e declarar que alguma coisa precisa ser feita, além do universo conhecido. O momento que você já quebrou a cabeça, comprou várias revistas de decoração e arquitetura, já visitou os ambientes decorados das lojas de móveis, já selecionou vários “Pins Referência” no Pinterest, já conversou com amigas e amigos que você considera de “bom gosto”, foi passear nas duas últimas edições da Casa Cor da sua cidade, já visitou os apartamentos dos vizinhos só pra ver as diferentes soluções para os mesmos espaços… Enfim! Já arriscou alguns projetos DIY (Do It Yourself – Faça Você Mesmo) e até chegou a desistir.

Desistir pode ser a melhor opção no momento de crise, da correria do dia-a-dia, mas… passado um tempo, lá está o ciclo de insatisfação batendo na sua porta novamente, acompanhado do desejo, ainda mais forte, de ter uma casa acolhedora, que restaure suas energias, com coisas que potencializam alegria, bem-estar e harmonia.

Seja lá qual for o motivo ou o momento (ou uma coleção deles), quando você entende que precisa avançar pelo mundo do desconhecido, do novo, pronto! Chegamos num campo de aprendizado, expansão e experimentação. E isso é ótimo… já é o primeiro passo nesse amplo universo de possibilidades, composto por: você, sua família, a sua casa e suas coisas. Pode ser trabalhoso, mas vale MUITO a pena!